A PBGÁS iniciou nesta semana as obras de construção do gasoduto João Pessoa-Cabedelo. O projeto Cabedelo terá 19 km de rede de gás, num investimento de cerca de R$ 7 milhões, beneficiando uma região estratégica para o desenvolvimento econômico do estado.

Nesta primeira fase as obras iniciaram pela avenida Tertuliano Castro, no Bessa, e seguem pelas avenidas presidente Washinton Luiz, Afonso Pena até chegar a Avenida Oceano Atlântico, em Intermares, primeiro bairro beneficiado de Cabedelo. Essa etapa inicial do projeto prevê a chegada a Intermares, em janeiro de 2024.

A companhia irá atender com gás canalizado clientes dos mercados residenciais e comerciais dos bairros de Intermares, Ponta de Campina, Poço, Camboinha, Formosa até o Porto de Cabedelo, e industriais com a ligação do Moinho Dias Branco e outras indústrias.

O presidente da PBGÁS, Jailson Galvão, afirmou que a cidade de Cabedelo é estratégica por ser a 3ª maior em arrecadação do estado e pela quantidade de prédios, condomínios, bares e restaurantes, indústrias e o próprio Porto de Cabedelo, grande indutor do desenvolvimento econômico e que será potencializado com o novo sistema viário que será construído pelo governo do Estado ligando o município a Lucena.

Jailson informou que está no planejamento da companhia, até o segundo semestre de 2025, ligar o Moinho Dias Branco, que será o cliente âncora, com grande potencial de consumo de gás. “Será um marco para a PBGÁS e para o governo da Paraíba levar a nossa rede de gás ao município de Cabedelo, gerando infraestrutura energética para a região portuária e oferecer as vantagens do gás natural aos diversos segmentos”, completou.